quinta-feira, 19 de março de 2015

Ferronato homenageia centenário do ex-vereador Ary Sanhudo



Na sessão plenária desta quarta-feira (18), Airto Ferronato homenageou o escritor e ex-vereador Ary Sanhudo, que completaria 100 anos na data. "Recuperar a memória deste cidadão de Porto Alegre é essencial para esta Casa", disse. 
Ferronato referiu-se a Sanhudo como um dos escritores mais importantes da Capital. Falou que no Memorial da Câmara está disponível o acervo pessoal do ex-vereador. Segundo ele, Sanhudo foi quem aprovou a primeira lei que dividiu a Capital em bairros. Também referiu-se à importância de tratar as cidades da Região Metropolitana com mais seriedade.

quinta-feira, 5 de março de 2015

Ferronato reafirma seu compromisso com mandato




Em 2 de março, Ferronato ocupou seu espaço de comunicações de liderança da Câmara para confirmar que de fato foi convidado pelo prefeito a assumir a diretoria-geral do Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE), na quota política do PSB dentro da atual administração municipal. Entretanto, assinalou que mantém seu compromisso de finalizar seu mandato de acordo com o que estabeleceu em sua campanha eleitoral.
Segundo Ferronato, o DMAE é uma das melhores empresas de saneamento do país, com o desenvolvimento de tecnologias de primeira linha no tratamento da água. “São técnicos altamente qualificados que fazem do DMAE uma das empresas mais importantes do país no seu segmento”, enfatizou. Ferronato informou que o departamento será dirigido pelo atual presidente municipal do PSB, engenheiro agrônomo Antônio Elisandro de Oliveira.

Rua do Bairro Hípica deve ganhar nome de província italiana


Está em tramitação, na Câmara Municipal de Porto Alegre, o projeto de lei que denomina Rua Província Autônoma de Trento o logradouro público cadastrado como Rua 7063, localizado no Bairro Hípica. A proposta tem a autoria do vereador Airto Ferronato. De acordo com o vereador, um grande número de imigrantes da região do Trento chegaram ao Brasil, sobretudo no final do século XIX. "Milhares de tiroleses (principalmente trentinos) emigraram de suas terras em busca de melhores condições de vida. Eram em sua maioria camponeses e quase todos escolheram a América como destino. Houve também emigrações para outros países europeus, como França e Alemanha, assim como para as atuais Áustria, República Tcheca e Bósnia-Herzegovina.
No Brasil, como atesta Ferronato, estima-se que o número de imigrantes seja próximo a 30 mil. A grande maioria seguiu para o Sudeste e Sul, sendo que parte deles está na cidade de Porto Alegre.